quinta-feira, março 23, 2006

"RECONSTRUINDO A CASA"

Texto: Ageu 1 e 2.

Introdução:

A Palavra de Deus fala a respeito da dificuldade humana em entender e cumprir os propósitos de Deus: “O boi conhece o seu possuidor, e o jumento, o dono da sua manjedoura; mas Israel não tem conhecimento, o meu povo não entende” (Isaías 1:3 RA). Veja o lamento de Deus: “Ah! Se o meu povo me escutasse, se Israel andasse nos meus caminhos!” (Salmos 81:13 RA).

O livro de Ageu é um dos pequenos livros da Bíblia, mas que traz algo significativo: perder a noção da importância dos valores sagrados traz conseqüências terríveis. Ali o povo estava sofrendo porque estavam sem a bênção devido ao fato de buscarem apenas aquilo que achavam que era prioritário, sem buscar saber o que Deus queria de cada um deles.

Tese:

Quando temos que reconstruir a casa?

Transição:

Temos que reconstruir a casa ...

I. Quando há negligência as coisas sagradas, 1:4

“Acaso é tempo de vocês morarem em casas de fino acabamento, enquanto a minha casa continua destruída?”

Havia por parte das pessoas na época o zelo por aquilo que era particular - suas casas, mas revela o descaso com aquilo que era sagrado - o templo.

Hoje em dia as pessoas arrumam tempo para todas as coisas, mas dificultam e dão muitas desculpas para deixarem para segundo plano as coisas de Deus.

II. quando há consequências desastrosas, 1:6

"Vocês têm plantado muito, e colhido pouco. Vocês comem, mas não se fartam. Bebem, mas não se satisfazem. Vestem-se, mas não se aquecem. Aquele que recebe salário, recebe-o para colocá-lo numa bolsa furada”.

Vemos que a vida deles estava sem graça, pois tudo era anormal - semeavam muito e colhiam pouco; comiam, mas não se fartavam; bebiam, mas não se saciavam; o salário não rendia, era como que colocado num saco furado, desaparecia rápido. Os versos 9 a 11 mostram que tudo isso era conseqüência do pecado em negligenciar as coisas principais. Jesus disse aos seus servos que precisam buscar primeiro o Reino dos Céus e as demais coisas serão acrescentadas, Mt 6:33.

III. quando há oportunidade de reparação, 1:8

“Subam o monte para trazer madeira. Construam o templo a, para que eu me alegre e nele seja glorificado”, diz o SENHOR.

O que deveria ser feito: subi ao monte, trazei madeira e edificai a casa do Senhor, só assim Deus seria glorificado, caso contrário as nações vizinhas teriam motivo para zombar do Deus de Israel. Jesus disse à igreja de Éfeso que eles deveriam lembrar-se de onde haviam caído e deviam se arrepender e voltar a prática das primeiras obras, que eram feitas com amor.

IV. Assumindo a postura correta, 1:12

“Zorobabel, filho de Sealtiel, o sumo sacerdote Josué, filho de Jeozadaque, e todo o restante do povo obedeceram à voz do SENHOR, o seu Deus, por causa das palavras do profeta Ageu, a quem o SENHOR, o seu Deus, enviara. E o povo temeu o SENHOR”.

Diante das advertências divinas, vemos que Zorobabel, Josué e o povo tomaram consciência da necessidade de cumprir o propósito de Deus. Reconheceram que a Palavra de Deus estava vindo por intermédio do profeta Ageu, sentiram temor nos seus corações e se dispuseram a cumprir tudo o que o Senhor estava a dizer.

V. Unindo-se para a realização, 1:14; 2:3, 4 e 9

Não basta ter boa vontade ou reconhecer o que precisa ser feito, mas é necessário que se coloque mãos à obra. O Senhor "suscitou" o coração do governador, do sacerdote e do povo e estes se uniram para realizar a obra. No capítulo 2, verso 3, Deus fala a respeito de como a obra estava destruída e inferiorizada em relação ao que já havia sido: “Quem de vocês viu este templo em seu primeiro esplendor? Comparado a ele, não é como nada o que vocês vêem agora?”

Mas no verso 4 o Senhor pediu ao governador, ao sacerdote e ao povo que se esforçassem e Ele estaria com eles neste empenho: “Coragem, Zorobabel, declara o SENHOR. Coragem, sumo sacerdote Josué, filho de Jeozadaque. Coragem! Ao trabalho, ó povo da terra!, declara o SENHOR. Porque eu estou com vocês, declara o SENHOR dos Exércitos”.

No verso 9 o Senhor diz que a glória da casa que eles iriam construir seria maior do que já havia sido: “A glória deste novo templo será maior do que a do antigo”, diz o SENHOR dos Exércitos.

“E neste lugar estabelecerei a paz”, declara o SENHOR dos Exércitos”

Conclusão:

Em Atos 17:29-31, Deus declara algo de fundamental importância para cada um de nós: “Assim, visto que somos descendência de Deus, não devemos pensar que a Divindade é semelhante a uma escultura de ouro, prata ou pedra, feita pela arte e imaginação do homem. No passado Deus não levou em conta essa ignorância, mas agora ordena que todos, em todo lugar, se arrependam. Pois estabeleceu um dia em que há de julgar o mundo com justiça, por meio do homem que designou. E deu provas disso a todos, ressuscitando-o dentre os mortos”. E quero complementar isso com as palavras de hebreus 2:2-3, “Porque, se a mensagem transmitida por anjos provou a sua firmeza, e toda transgressão e desobediência recebeu a devida punição, como escaparemos, se negligenciarmos tão grande salvação? Esta salvação, primeiramente anunciada pelo Senhor, foi-nos confirmada pelos que a ouviram”.Você deve decidir que valor dará às coisas de Deus, mas Ele é quem julgará o seu coração.

Que Deus o Abençoe.

1 Comments:

At 11:47 AM, Anonymous Massuia said...

A Paz irmao Gilmar tudo bem?
Q mensagem maravilhosa essa...
Q Deus continue t dando sabedoria para falar das coisas Dele e sede para busca - lo mais e mais...
tenha um dia muito abençoado...
bjs..

 

Postar um comentário

<< Home